Benday: Benday finos não devem ser colocados próximos aos
     chapados, pois o peso da tinta entope o benday.


     Cola: Reservas de cola nos envelopes ou nas pastas,
     sejam do tipo total ou chapado, merecem atenção especial.


     Cores: Envie sempre arquivos digitais CMYK (padrão de cor de
     impressão) para executar fotolitos, pois arquivos RGB (padrão
     digital de cores) terão de ser convertidos e, normalmente,
     ocorrem surpresas. O espaço cromático RGB é maior que o
     espaço CMYK, podendo causar a impressão que as cores
     mudaram ao serem convertidas.


     Cromos: Para obter uma boa reprodução a partir de uma
     transparência (cromo), a ampliação na digitalização não
     deve ultrapassar 6 vezes, pois acima deste valor o risco
     de ocorrer granulação é muito grande.

     Não é rara a "aparição de fantasmas" (do lado chapado),
     nos cromos impressos atrás de chapado, especialmente
     nos escuros: preto, marrom e azul.


     Dobras: nas gramaturas acima de 150g, é preciso
     vincar o papel antes de dobrar.


     Fotos: As fotos devem ser salvas no formato TIFF ou EPS
     (nunca trabalhar com imagens em JPG, PCX e BMP).

     As imagens coloridas devem estar no modo de cores CMYK
     (não podem estar em RGB, pois na hora em que o fotolito
     estiver sendo gerado estas são convertidas para Grayscale);
     As imagens P&B devem estar em Grayscale (tons de cinza).


     Luzes: Avalie sempre as cores sob luz equilibrada (5.500ºK -
     cinco mil e quinhentos graus Kelvin), que é a temperatura de
     cor que mais se aproxima da luz do dia. Você pode encontrar
     lâmpadas fluorescentes no mercado com esta característica.


     Lombadas: Em revistas e folhetos com lombada canoa,
     o desconto da lombada não pode ser negligenciado.


     Oxidação: Para evitar a oxidação das tintas ouro e prata,
     dever ser aplicada uma proteção de plástico ou verniz.


     Papel: Manchas, bolhas e falhas na impressão são comuns
     em papéis de qualidade duvidosa. Isto ocorre devido à má
     calibragem: umidade descontrolada, aliada a uma aplicação
     ruim de tinta.


     Resolução: A resolução ideal para uma imagem é de 300 dpi
     (dots per inch - pontos por polegadas) que é o mesmo que 12
     dpm (dots per milimiters - pontos por milímetros) sempre no
     tamanho final da utilização da imagem. Em casos de painéis e
     impressões especiais, fica de acordo com a solicitação do
     fornecedor.
     Não confundir resolução de imagem com a resolução do plotter
     que faz o filme, ou faz a prova digital ou qualquer gravação
     digital. A resolução da imagem é a quantidade de pontos
     (pixel) linear que a imagem tem, e a resolução de saída é com
     quantos pontos a impressora faz cada unidade da imagem
     (ponto de retícula, por exemplo).


     Umidade: Para evitar que a umidade da capa avance para
     o miolo, nos livros impressos em papel couché e com
     acabamento em capa dura, é necessaria uma proteção
     impermeável entre as guardas.


     Verniz: O verniz UV, ou de máquina, não serve para proteger
     o papel da quebra na dobra. Além disso, não deve ser aplicado
     em áreas restritas como textos muito pequenos ou traços
     muito finos. Quando isso ocorre, a precisão de registro
     não é de 100%.


     Verniz U.V. Total 
     A aplicação deste verniz pode causar uma pequena
     alteração na cor do impresso. Por isso, é importante que se
     faça uma prova de prelo envernizada ou então que o trabalho
     seja aprovado em máquina.
     No verniz U.V. a cola não adere, tornando-se necessário
     usar o recurso de reserva.
     Na superfície lisa, o verniz U.V. total não apresenta
     nenhum tipo de restrição e consome de 3 a 4,5g/m².
     Por se tratar de um verniz muito fluído. Quando for
     utilizado em impressoras Off-Set adaptadas, é recomendado
     utilizar papéis ou suportes de 120 a 350g. Máquinas específicas
     de U.V. possibilitam envernizar suportes com maior 
     gramatura; e, em gramaturas inferiores, podemos chegar a
     um pouco menos, a depender do papel e do sentido da fibra.
     Não é recomendado o uso de papéis porosos.


     Cuidados com a dobra: O material a ser envernizado deve
     ser vincado posteriormente em máquina - a dobra, feita 
     manualmente ou através de dobradeiras, pode apresentar
     trincas (dobra quebradiça), aparecendo o interior do
     papel branco.
     Não é recomendado seu uso para confecção de
     embalagens que terão contato com alimentos.


     Verniz UV c/ reserva
     Pode ser utilizado o verniz cyrel ou verniz high gloss.
     É bem recomendada a sua aplicação sobre laminação
     fosco, aumentando o contraste.
     Em papel kraft ou porosos, não se aplica verniz UV.
     Em papéis especiais, é necessário que se faça consulta
     técnica e testes para análise.
     Na superfície lisa, o verniz UV com reserva não
     apresenta nenhum tipo de restrição.


     Falando de cores especiais
     Há casos em que o designer gráfico tem que utilizar recursos
     extras do tradicional processo de quadricromia para obter a
     cor desejada.
     São cores que deverão se repetir em vários impressos sem
     perder sua cor original, a qual, muitas vezes, representa a
     marca da empresa. Neste processo, colocamos em prática o
     uso do guia escala PANTONE. Outras referências também
     são utilizadas: Cores Trumatch, FOCOLTONE, Spectramaster,
     Toyo Color Finder, Cores Lab e Dic.
     O uso de um PANTONE (cor especial) implica na necessidade de
     ser impressa separadamente à quadricromia. O guia PANTONE
     oferece a realização de mais de 3.000 tonalidades.
     Outro ponto importante são as cores metálicas: prata e ouro.
     No ouro, tem-se a possibilidade de variar tonalidades,
     oferecendo mais recursos para o designer gráfico. Estas
     tintas metálicas requerem uma proteção com verniz Off-Set.
     É recomendável a confecção de uma prova de prelo, com o
     mesmo papel, antes da elaboração do produto final.


     Dificuldades na Impressão / Papéis Especiais
     O impressor deverá tomar cuidados especiais. Secagem,
     printagem, manuseio e acabamento devem ser feitos com
     muita cautela.
     No papel couché fosco, a tinta sempre estará sujeita ao
     decalque quando sofrer qualquer atrito. Para minimizar este
     problema, recomenda-se um "Primmer" com Verniz Base Água 
     depois da impressão.
     Em couché brilhante, esses cuidados não são necessários,
     apenas recomenda-se que o impressor faça pilhas baixas
     durante a impressão e o acabamento. Só deverá começar a
     manusear o trabalho após o mesmo secar bem por algumas
     horas. Há casos em que se recomenda um "Primmer" (Verniz 
     Base Água).


     Gravação de Chapa
     É possível fazer alterações quando o
     trabalho já está com a chapa gravada?
     Após gravada a chapa, só será possível eliminar a imagem da
     mesma, nunca acrescentar, pois a chapa, após revelada, perde
     a camada que tornaria isso possível.
    


     Veja como montar uma Revista:



Home
Dicas
Produtos
Glossário
Curiosidades
Orçamento
Quem somos
Fatos e Fotos
Fale Conosco